Carta divulgada inicialmente no Facebook por dezenas de atletas, assinada por 44 atletas e ex-atletas e 1 técnico de polo aquático, que resumidamente pede que as competições sejam mantidas mesmo com os problemas policiais que transbordaram o dia de 6 de abril, pedindo inclusive ajuda financeira.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA DO BRASIL MICHEL MIGUEL ELIAS TEMER – CASA CIVIL – BRASÍLIA/DF

EXMO. SENHOR DOUTOR MINISTRO DOS ESPORTES LEONARDO PICCIANI – EXMO. SENHOR PRESIDENTE DO COMITÊ OLÍMPICO BRASILEIRO (COB) CARLOS ARTHUR NUZMAN – EXMO. SENHOR SECRETÁRIO NACIONAL DOS ESPORTES DE ALTO RENDIMENTO LUIZ LIMA

Ilustríssimo Senhor Presidente da República e Demais Doutas Autoridades:

Diz-se do esporte como ferramenta de inclusão. Um verdadeiro instrumento para formação de cidadãos de bem, e que obrigatoriamente deve ser encarado como uma questão de ordem pública, a ponto de corrigir ou atenuar problemas sociais como: violência, o desrespeito, a marginalização, a evasão escolar, a indisciplina, inclusive ensinando os indivíduos a obedecerem às regras e respeitar a vida em sociedade.

Pois bem. Não obstante, o presente momento não poderia ser mais delicado e conturbado no âmbito dos esportes Olímpicos do nosso amado país, e exatamente por essa razão, revelamos que inevitavelmente somos tomados por um sentimento forçoso de extrema consternação e angústia a respeito do rumo e futuro dos Desportes Aquáticos Brasileiros.

Conforme verifica-se de maneira pública e notória, os Desportes Aquáticos do Brasil, organizados e administrados pela CBDA – Confederação de Desportos Aquáticos, encontram-se em eminente risco de prejuízo aos seus filiados por questões de suposta improbidade administrativa e julgamentos nas instâncias judiciais.

Observando o atual cenário em que encontram-se envolvidos a CBDA e seus dirigentes, nosso sentimento pode resumir-se em uma única palavra/expressão: “SOCORRO”!

No português, tal palavra mostra-se de conhecimento pleno, sendo utilizada quase que exclusivamente em momentos de legítimo desespero, desamparo ou imediato perigo. Ou seja, um substantivo masculino que significa auxílio, benefício, ajuda ou assistência a alguém que se acha em situação de ameaça, desamparo.

Aliás, esse é o sentimento da Comunidade dos Atletas filiados à CBDA: Um vislumbre de imediato perigo e risco. Por essa razão, essa mesma Comunidade urge por uma intervenção e um auxílio assistencial, apelando por uma intervenção de Vossas Excelências.

Não sabemos como e quando esse triste imbróglio será concluído, e tampouco temos qualquer garantia que nossos direitos serão respeitados e/ou mantidos. Há temeridade na não manutenção do calendário previamente aprovado, e a redução das verbas em razão das discussões nos âmbitos cíveis e criminais, nos torna reféns de um futuro sem qualquer certeza ou garantia de efetivação.

Por isso, reiteramos o apelo e rogamos por Vossas intervenções. Não pedimos muito, apenas o mínimo e o justo para podermos realizar nossa amada profissão de maneira tranquila e serena (sim, consideramos o esporte nossa vida).

Afinal, nós – abaixo assinados – somos a razão de ser da CBDA. Somos nós que caímos na água todos os dias, faça chuva ou faça sol, para praticar Pólo Aquático, Natação, Nado Sincronizado, Saltos Ornamentais ou Maratona Aquática. Nosso perfume é o cloro. Nossa pele chega a ter escamas e nossos pulmões guelras.

Não há dúvidas que somos indistintamente campeões, mas não por carregar medalhas em nosso peito, mas por sermos todos apaixonados pelo esporte e tudo o que ele representa.

Estamos acompanhando, muito chateados e atentos, o fato de nossa Confederação encontrar-se todos os dia no noticiário, mas não para trazer informações esportivas, e sim para anunciar mais um capítulo de uma disputa judicial na qual não somos parte ou sequer culpados.

Queremos que as regras estatutárias sejam cumpridas sem manobras, almejamos que nossos dirigentes pensem no esporte exclusivamente, cobiçamos que os atletas e técnicos sejam respeitados, e que o dinheiro público seja corretamente empregado – visando o desenvolvimento dos Desportes Aquáticos.

Por todo o exposto, demandamos por ajuda, para que nossos anseios e preocupações sejam sanados, e que os Doutos Senhores possam garantir à nós o mínimo para a manutenção dos Esportes Aquáticos.

Requeremos por fim, pela garantia da manutenção dos calendários estipulados, com as efetivas realizações das competições marcadas; pela correta e transparente eleição da comissão de atletas e por uma mudança de nova presidência da CBDA, além de uma intervenção em conjunto dos Ilustres e Eminentes Senhores, para que não nos falte a verba básica no intuito de CONTINUARMOS INSPIRANDO GERAÇÕES.

Termos em que,
Pedimos e aguardamos deferimento.

Muito OBRIGADO!

Brasil, 07 de Abril de 2017.

Cesar Augusto Cielo
Campeão Olímpico

Thiago Pereira
Vice-Campeão Olímpico

Poliana Okimoto
Medalhista Olímpica

André Schultz
Ex-Atleta de Natação

Beatriz Travalon
Atleta de Natação

Brandonn Almeida
Atleta de Natação

Bruno Fratus
Atleta de Natação

Daniel Orzechowski
Atleta de Natação

Daynara De Paula
Atleta de Natação

Diogo Yabe
Ex-Atleta de Natação

Eduardo Fischer
Ex-Atleta de Natação

Etiene Medeiros
Atleta de Natação

Fabiola Molina
Ex-Atleta de Natação

Fernando Souza
Atleta de Natação

Gabriel Mangabeira
Ex-Atleta de Natação

Henrique Martins
Atleta de Natação

Kaio Marcio
Atleta de Natação

Matheus Santana
Atleta de Natação

Miguel Valente
Atleta de Natação

Tatiana Lemos
Ex-Atleta de Natação

João luiz gomes
Atleta de Natação

Marcos Macêdo
Atleta de Natação

Marcos Macêdo
Atleta de Natação

Felipe Lima
Atleta de Natação

Flavia Delaroli
Ex-Atleta de Natação

Gabriel Santos
Atleta de Natação

Henrique Rodrigues
Atleta de Natação

Joanna Maranhão
Atleta de Natação

Marcelo Chierighini
Atleta de Natação

Nicholas Santos
Atleta de Natação

Jessica Cavalheiro
Ex-Atleta de Natação

Gabriel M. Ogawa
Atleta de Natação

Jhennifer da Conceição
Atleta de Natação

João de Lucca
Atleta de Natação

Fernando Scherer
Medalhista Olímpico

Frederico Veloso
Atleta de Natação

Guilherme Guido
Atleta de Natação

Ítalo Manzine
Atleta de Natação

Juliana Machado
Ex-Atleta de Natação

Michelle Lenhardt
Ex-Atleta de Natação

Nicolas Nilo
Atleta de Natação

Leonardo Vergara
Técnico de Polo

Arthur Mendes
Atleta de Natação

Tales Rocha Cerdeira
Atleta de Natação

Leonardo de Deus
Atleta de Natação

 

Share →

One Response to Carta Aberta à toda Comunidade Desportiva Brasileira de Alto Rendimento

  1. Pedro Luiz disse:

    Que a atual diretoria da CBDA tinha que ser afastada pelos mais diversos motivos, é óbvio. Que tal situação se arrastava há anos, é óbvio.
    Agora vemos e lemos manifestações dos atletas, justas, MAS, porque vários dos que estão nessas listas não se manifestaram antes? Porque durante anos nunca levantaram a voz contra o que viam? Porque eram beneficiados com salários altíssimos pagos por essa mesma CBDA?
    Leio, a manifestação dos medalhistas olímpicos. Legítima, mas, porque um dos signatários, que foi diretor administrativos da CBDA, representou o presidente da entidade várias vezes por 5 anos, não se pronunciou antes. Outro signatário teve cargo público importante no RJ, e nunca se manifestou contra as coisas que aconteciam, muito pelo contrário.
    E mais, parece, que esses atletas estão cometendo o mesmo erro da CBDA, que é excluir as outras modalidades do debate. Não assinar manifesto, mas do debate. Saber o que pensam as outras modalidades. Será que elas nada tem a dizer? Será que não tem pessoas com capacidade para participar desse projeto?
    Vale lembrar, que enquanto muitos desses signatários, faziam parte da corte, foi o polo aquático, e não a natação, que teve coragem e tomou a frente, na iniciativa. Não pensem que foi fácil. Passamos e estamos passando por situações difíceis, como a que nossos atletas não tem direito ao Bolsa Atleta. Não podemos buscar recursos públicos etc…… E as outras modalidades estariam dispostos a perder o que o polo aquático vem perdendo há 1 ano e meio?
    Então, proponho mudar o foco. Parar de falar nas redes sociais e partir para a ação. Reunir, conversar, propor, pressionar. O que adianta ficar falando dos dirigentes da CBDA sem agir. Temos um outro grande problema que são as Federações. Elas elegem o presidente da CBDA. Qual presidente consultou suas bases? Atletas, técnicos, clubes e saber deles em quem e porque ele deveria votar.
    Então, creio que a discussão deve ser mais profunda e séria, sem oportunismo, sem querer levar vantagem, mas acima de tudo, pensando no esporte, que é o nosso bem maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *