A ação número 5003277-54.2017.4.03.6100 expedida pelo Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal de São Paulo é a segunda ação da entidade contra a CBDA e seus administradores e fornecedores.

A ação tem como foco a improbidade administrativa de Coaracy Nunes Filho, Sérgio Alvarenga, Ricardo de Moura e Ricardo Cabral, além das empresas Roxy Turismo, F2 Viagens e Turismo e Mundi Tour Viagens e Turismo.

Ela ainda faz parte da operação denominada “Águas Claras”.

Confira na íntegra a peça:

Share →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *