Pronta desde agosto de 2016, o documento de 44 páginas foi entregue estrategicamente a diversas Federações Estaduais, Comitê Olímpico Brasileiro, Correios, Ministério do Esporte, empresas do ramo de equipamentos esportivos e outras personalidades influentes do esporte.

É uma grande visão sobre a missão que a futura diretoria se propõe a fazer.

Obviamente que alguns itens devem sofrer atualizações como a participação mais efetiva do Polo Aquático Brasil, mas o texto dá um nível de detalhamento do trabalho a ser realizado que dificilmente irá encontrar em qualquer outro tipo de proposta em qualquer outra confederação esportiva.

Share →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *