Eis o contrato da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – Correios – com a CBDA, homologado em 31 de janeiro de 2017, no valor global e bruto de R$ 11.400.000,00 (onze milhões e quatrocentos mil reais), a serem pagos em 24 parcelas iguais de R$ 475.000,00 a partir de 10 de fevereiro de 2017, ou 10 dias após a publicação no Diário Oficial da União:

O contrato número 008/2017 foi obtido através da Lei de Acesso à Informação.

O tal Anexo I, onde consta o calendário oficial e o “Plano de Patrocínio Individual”, o que interessa principalmente aos atletas, não foi revelado.

O valor do patrocínio deste contrato servirá para:

  1. Cumprir o calendário oficial constante no Anexo I do contrato, que não foi revelado (este mesmo item faz parte de contratos passados);
  2. Cumprir o “Plano de Patrocínio Individual”
  3. Manutenção do projeto social “Saltando para o Futuro”
  4. Manutenção do projeto social “CBDA-Correios de Natação – Barbacena”
  5. Manutenção do projeto social “CBDA-Correios de Natação – Montes Claros”

Foi suprimido em releases oficiais e até em entrevistas à imprensa se haverá o tal “Plano de Patrocínio Individual” aos atletas. O que foi divulgado é que os técnicos da seleção brasileira de natação – Fernando Vanzella e Alberto Pinto Silva – não receberão mais remuneração mensal fixa.

Mas façamos as contas: só na natação, em abril, serão 5 eventos:

  1. Festival Nordestinho – Troféu Alexandre Pussieldi
  2. Multinations Junior
  3. Multinations Youth
  4. Campeonato Sul-Americano Juvenil
  5. Encontro de Árbitros

Podemos emendar aí o Troféu Maria Lenk, previsto para 2 a 6 de maio, mas sem local oficial até o dia 20 de fevereiro.

De acordo com o balancete 2016, estes foram os gastos com os respectivos campeonatos:

  1. Sul-Americano: R$ 12.703,11 (este foi o gasto em 2016 com o Campeonato Absoluto)
  2. Festival Nordestinho: R$ 1.646,82 (somente medalhas)
  3. Multinations Junior: R$ 163.785,95
  4. Multinations Youth: R$ 196.355,20
  5. Encontro de Árbitros: R$ 616,40 (sim, é isso mesmo que foi divulgado…)
  6. Troféu Maria Lenk: R$ 649.407,02

Total: pouco mais de R$ 1 milhão, ou 8,7% do contrato de patrocínio cumprido em 8,3% do período (2 meses em 24).

Há de se adicionar os custos com os 3 projetos sociais mensalmente, então a conta sobe mais.

E sobe muito mais com as outras 4 modalidades.

E ainda tem o compromisso de executar novamente o Campeonato Nacional dos Correios, uma boa iniciativa, mas que estará com o orçamento apertado – ainda mais que serão 28 eventos – por causa de outras prioridades.

E a CBDA é obrigada por contrato de executar este Campeonato dos Correios sem ônus adicional à patrocinadora…

Que tenha redução drástica em execução de campeonatos brasileiros: há ainda as despesas ordinárias da Confederação. Para se ter uma idéia do caos financeiro, ainda de acordo com o balancete até novembro de 2016, gastou-se R$ 445.262,57 só em despesas financeiras, R$ 74.400,00 em “despesas com mensalidades” (o que dá aproximadamente R$ 6.700 por mês), R$ 15.042,65 de gastos com cartão de crédito, R$ 40.768,67 em contas de energia elétrica (uma conta de R$ 3.700 por mês) e… Olha quem vem aí, a Assembléia Geral, que consumiu R$ 251.596,51 em 2016.

Despesas com pessoal chegaram a quase 3,5 milhões de reais até novembro de 2016 (R$ 318 mil por mês), e pelo expediente da Confederação, o enxugamento do quadro não começou. Ou melhor, começou com a demissão de 3 funcionários do TI e parou por aí.

Obviamente existem outras fontes de receita, como o contrato com a Globosat/Sportv e… Basicamente só isso de fixo e garantido, porque outras receitas dependem de acerto de convênio e lei de incentivo ao esporte, além da lei piva direto do COB – todas estas últimas receitas provenientes de dinheiro público.

Proporcionalmente analisando o novo contrato e as despesas anteriores (que Ricardo de Moura já anunciou que serão drasticamente reduzidas), a CBDA gastou exuberantemente cerca de R$ 3,1 milhões em média por mês em 2016 numa receita exibida em balance de R$ 3,5 milhões por mês (o superávit ocorre porque utilizam uma estratégia contábil e sempre apropriam o patrocínio futuro mesmo que ele não está efetivamente na conta da entidade, então na verdade a receira mensal é menor que a despesa). Para os próximos 2 anos, a receita prevista caiu para algo próximo de R$ 1 milhão por mês (R$ 475 mil dos Correios, mais R$ 350 mil aproximadamente da Lei Piva, mais outras receitas fixas como Globosat e outras não fixas como Siconv), ou redução de 72% da fartura anterior.

Depois de fazer todas essas contas, você tem dúvida que vai sobrar dinheiro para o atleta que tanto defende a Seleção Brasileira?

Mas há a certeza que os atletas da seleção brasileira, recebendo “patrocínio individual” ou não, terão suas obrigações em um contrato que praticamente é tratado como moeda de troca, impostas por integrar o grupo, e ainda deverão ceder sem contrapartidas o direito de uso sobre sua imagem, voz e vídeo:

Em algum momento, a Comissão Nacional de Atletas ou até mesmo qualquer atleta, foi consultado pela CBDA em negociar termos de um contrato de 24 meses de duração em que existem diversas obrigações ao atleta que for integrar a seleção nacional, sem haver remuneração direta?

Ou, para terminar, existe critério claro para saber como participar desse “Plano de Patrocínio Individual”?

O contrato completo:

 

Share →

One Response to O contrato Correios-CBDA 2017-2018

  1. Tarcísio Florêncio da Silva disse:

    Os referidos patrocínios, aqui relatados, são absolutamente incompatíveis com as finalidades de uma empresa, mesmo pública, que deve ter a responsabilidade do seu equilíbrio orçamentário e o foco exclusivamente voltado para as suas atividade fins, como a aplicação de parte dos seus lucros na modernização de equipamentos e inovação de suas frotas e em atividades operacionais.
    Além da incompetência administrativa dessa última geração de presidentes, políticos, dos Correios, esta verdadeira farra com o dinheiro público, é mais um dos fatores que veio contribuír para o atual rombo deficitários dos Correios, estimados em mais de 4 bilhões; por mais que os seus objetivos sejam nobres!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *