Uncategorized

Oposição no Paraná é impugnada e vai à Justiça

Ontem, dia 22 de março, foi realizada a segunda reunião da Comissão Eleitoral da Federação de Desportos Aquáticos do Paraná – FDAP. Em pauta, a continuidade da impugnação da chapa de oposição, encabeçada por Rogério Bredt, e a apresentação do pedido de impugnação da chapa da situação, encabeçada pelo atual vice-presidente Ivo Piovezan Filho.

Um advogado representando a Federação, o outro a chapa da situação e mais um a chapa da oposição.

“Por maioria de votos” foi um termo extremamente comum na ata da reunião. O resultado era novamente jogo de cartas marcadas, 2 x 1 contra a oposição.

O resumo é que mantiveram a impugnação da chapa de oposição (cujo motivo para impugnação, débito trabalhista e previdenciário, foi demonstrado com certidão negativa de débito), recusaram receber e julgar o pedido de impugnação da chapa da situação, onde constava como justificativas “descumprimento ao número de conselheiros”, “inexistência de vínculo de integrante com entidade filiada”, “ausência de atendimento ao edital de convocação” e “pendência de previdência social de candidato ao conselho fiscal”.

O último ponto, sobre a pendência, até o advogado da oposição rejeitou, por se tratar de um documento de simples conferência, sem detalhes, emitido pelo site da Receita Federal.

A oposição no mesmo dia tomou iniciativa e vai à Justiça para fazer valer os argumentos que já descrevemos aqui (o estatuto da FDAP não segue à risca a Lei Pelé, alterando seu conteúdo).

A eleição da FDAP, a segunda (porque houve já uma no dia 12 de março), será amanhã, dia 24 de março.

 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like