Uncategorized

Quer montar uma chapa de oposição contra Coaracy?

Não queremos cometer o mesmo erro do COB. Se o candidato é único numa eleição, então fica difícil reclamar depois. Se existe oposição, existirá a opção de muitos descontentes votar contra a situação atual.

Por isso convoco vocês a montar uma chapa de oposição contra Coaracy Nunes Filho, presidente da CBDA desde 1987.

A “receita” da candidatura obedece às seguintes exigências constantes no último estatuto da entidade – que de acordo com o site da CBDA é datado de 6 de março de 2009, registrado no 12. Ofício de Notas, na Rua do Rosário, 134, na cidade do Rio de Janeiro, em 29 de abril de 2009.

ART 14 – A CBDA é dirigida pelos poderes mencionados no artigo 18, com a cooperação dos órgãos referidos no mesmo artigo e ninguém poderá candidatar-se e ser eleito para qualquer poder, cargo ou função, remunerado ou não, enquanto estiver cumprindo penalidade imposta ou reconhecida pela CBDA.

Parágrafo único – São inelegíveis para o desempenho de funções e cargos eletivos nos poderes da CBDA e das entidades a ela filiadas, mesmo os de livre nomeação, os desportistas:
a) condenados por crime doloso em sentença definitiva;
b) inadimplentes na prestação de contas de recursos públicos em decisão administrativa definitiva;
c) inadimplentes na prestação de contas da própria entidade;
d) afastados de cargos eletivos ou de confiança de entidade desportiva ou em virtude de gestão patrimonial ou financeira irregular ou temerária da entidade;
e) inadimplentes das contribuições previdenciárias e trabalhistas;
f) os falidos;
g) os que estiverem cumprindo penalidades impostas pelos órgãos de Justiça Desportiva ou pelo COB.

ART 15 – As eleições serão realizadas por escrutínio secreto, procedendo-se em caso de empate a um segundo escrutínio entre os colocados em primeiro lugar. Se, após o novo escrutínio, se verificar outro empate, será considerado eleito, entre os candidatos que empataram, o mais idoso.

ART 16 – Somente ocuparão cargos em qualquer poder ou órgão da CBDA os maiores de 18 anos.

Parágrafo único – É negado aos administradores e membros do Conselho Fiscal das entidades desportivas o exercício de cargo ou função na CBDA.

Bem, aqui acaba os requisitos. Além de um erro grave – a citação do artigo 18 durante o artigo 14, sendo que o artigo 18 não diz respeito aos poderes, mas sim à remuneração (“ART 18 – Os membros dos poderes e órgãos não serão de qualquer forma remunerados pelas funções que exercerem na CBDA”), para ser candidato é preciso ser uma pessoa idônea, sem ações penais e acima de 18 anos!

Parece ser extremamente simples!

Mas veja como o estatuto da CBDA existe apenas para enumerar direitos e deveres dos poderes: não há uma única citação de um documento essencial para o registro de qualquer candidatura à presidência da CBDA.

Este é o passo mais importante num processo eleitoral: tornar-se candidato. E ele é escondido à sete chaves pelo próprio Coaracy!

Por isso convido a vocês a me ajudar na busca deste precioso documento. Não deve ser tão difícil. Ele deve estar sob o poder de algum presidente de Federação Aquática.

Se encontrarem, mandem-me e-mail: contato@mudacbda.com.br. Será um grande serviço prestado à comunidade aquática.

 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like